Modelos de Gestão:

como cada um deles pode influenciar a equipe na execução das tarefas

Os modelos de gestão são conjuntos de estratégias que podem ser adotadas pela gestão da empresa para que se possa coordenar a equipe na execução das tarefas e a captação de bons resultados. Existem diversos modelos de gestão e cada um trará melhores resultados quando aplicados em determinadas condições.

Assim, é importantíssimo que os gestores conheçam os modelos de gestão, sempre se mantendo atentos e com um olhar estratégico sobre o trabalho que está sendo executado pelos funcionários da empresa.

Os gestores estão diante de vários modelos de gestão no mercado, e para que tomem as melhores decisões é necessário que se conheça as funções e características de cada um dos modelos. Vamos conhecer melhor alguns deles:

  1. Gestão democrática

Na gestão democrática os colaboradores têm voz ativa para contribuir com as tomadas de decisão da empresa. Sendo um dos modelos de gestão que, inegavelmente oferecem as maiores chances de engajamento dos colaboradores, promovendo a sua participação intensa.

No entanto, este modelo de gestão pode ser perigoso para a empresa pois, se não houver um consenso das opiniões contrárias, esse tipo de gestão pode ocasionar em grandes atritos e rixas na empresa.

Este é um modelo de gestão que exige experiência e preparo dos gestores, pois eles deverão saber lidar com todos os colaboradores. De modo que, é essencial que o gestor tenha uma ótima habilidade comunicativa e de conciliação.

  1. Gestão Meritocrática

Como o próprio nome indica, esse é um dos modelos de gestão que se baseiam no conceito de meritocracia, isto é, os gestores irão ter como foco principal a performance e desempenho dos colaboradores.

Este modelo tem o potencial de engajar toda a equipe, tornando-os mais produtivos, por saberem que serão reconhecidos pelo empenho. No entanto, esse modelo de gestão gera um ambiente extremamente competitivo, o que pode afetar as relações na empresa, pois muitos profissionais não sabem como lidar com a competição no ambiente de trabalho.

Deste modo, é importante que antes de optar por este modelo, o gestor esteja preparado para ser imparcial. De modo que sempre opte por decisões transparentes e que respeitem o colaborador.

  1. Gestão com foco em resultados

Dentre os modelos de gestão, a gestão com foco em resultados é a que mais se encaixa em empresas que precisam de soluções rápidas, e que não se preocupam tanto com a maneira que será adotada para alcançar as suas metas e resultados, sem muitos planejamentos a longo prazo.

  1. Gestão com foco em processos

Diferente do modelo de gestão com foco nos resultados, este modelo tem como base a busca da perfeição na execução e o aprimoramento contínuo dos processos.

Sendo assim, os resultados obtidos a partir da gestão com foco em processos, são muito mais concretos e duradouros. No entanto, esse modelo exige que os gestores sejam muito habilidosos e terão que estar sempre atentos aos detalhes do processo.

  1. Gestão autoritária

Este é um dos modelos de gestão mais controversos do mercado, pois a figura central do modelo e de todo o processo é o próprio gestor. Sendo que, como toda estratégia de gestão empresarial, o modelo possui pontos positivos e negativos.

O lado negativo da gestão autoritária é que equipe não tem uma voz, de modo que somente o gestor será responsável por todas as decisões. Muitas empresas veem esse modelo como ideal para casos onde se tem profissionais recém-formados e inexperientes.

Para se aplicar o modelo autoritário é necessário que os gestores precisam ter ótimas habilidades de diálogo e carisma.

  1. Gestão Comportamental

No modelo de gestão comportamental, temos um dos modelos de gestão que mais se preocupa em ressaltar o que cada colaborador tem de melhor e trabalhar seus pontos fracos, para que ele venha a desenvolver uma maior eficiência.

Neste modelo as empresas entendem que é mais eficiente reter o profissional, oferecendo-lhe feedbacks e treinamento para o desenvolvimento de seus pontos negativos do que demiti-lo e procurar outra pessoa mais qualificada.

  1. Gestão por cadeia de valor

A gestão pode cadeia de valor é a que mais exige pesquisa de mercado completa e de qualidade, dentre todos os modelos de gestão. Aliado a isso deve ter a necessidade de solucionar os problemas dos clientes.

É muito importante para este modelo de gestão que a empresa tenha profissionais qualificados e que tenham a competência para entender e montar uma estratégia a partir das solicitações feitas pelos clientes.

Deste modo, o gestor terá como meta a organização de uma equipe para a execução das tarefas, baseando-se no que o cliente requer, para que assim se possa agradá-lo.

  1. Gestão Participativa

A gestão participativa é um dos modelos de gestão em que se tem realmente uma participação ativa exigida dos colaboradores. Sendo uma forma de gerenciamento mais aberto, de modo que a tomada de decisão não é responsabilidade apenas dos gestores e líderes da empresa, mas também de todos os colaboradores da empresa.

Portanto, é muito importante que os gestores tenham um relacionamento ótimo com seus colaboradores, para que se possa prepará-los para atender e lidar com os clientes da melhor forma possível.

Muitos pensam que por ser uma gestão participativa, que leva em consideração a opinião de todos os colaboradores, ela se torna uma bagunça. No entanto, para que essa bagunça não ocorra, é essencial que se tenha uma comunicação aberta e compartilhamento de informações de forma transparente.

Dos modelos de gestão, esse é o que mais exige que as empresas se certifiquem que os funcionários têm tanta qualificação quanto os seus gestores. Além disso, esse modelo de gestão tem como objetivo otimizar as atividades, já que as lideranças podem voltar sua atenção para o planejamento estratégico, e os colaboradores promovem a administração das demandas diárias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *